SBOT INFORMA: Todos os eventos do primeiro semestre vão ser adiados VER NOTA

SBOT-DF - Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia

Dicas para um Carnaval sem Traumas

Sociedade de Ortopedia divulga 10 dicas para passar um Carnaval sem Traumas

Dicas para um Carnaval sem Traumas
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

SBOT alerta que 92% dos acidentes ocorrem quando alguém está falando no celular

O Carnaval está chegando. Período em que muita gente bebe, se diverte e acaba esquecendo de cuidados básicos, como beber água para se hidratar e redobrar atenção ao dirigir.
Todos os anos, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - SBOT, lista os “10 Mandamentos para um Carnaval sem Traumas”, que vão desde a necessidade de alongamento antes de cair no samba, para evitar distensões, até a escolha do calçado adequado, para não ter problemas no joelho.
A proposta da campanha, que tem como tema “Diversão, saúde e segurança. O melhor bloco deste carnaval”, é conscientizar as pessoas através de dicas sobre diversão, saúde e, principalmente, segurança, já que o intuito é reduzir o número de acidentes durante a folia.
Para o ortopedista José Humberto Borges, presidente da SBOT-DF, os acidentes de trânsito são os que mais preocupam, principalmente por causa do álcool - envolvido em 65% dos eventos -, mas há outros fatores a levar em conta para evitar estragar o Carnaval com uma lesão inesperada.
O ortopedista ressalta que além dos acidentes de trânsito durante o Carnaval, há também outros tipos de acidentes bastante comuns, que são os ferimentos profundos com vidro. Eles ocorrem quando o folião alcoolizado sofre uma queda, com a garrafa na mão. O vidro pode produzir cortes profundos, que chegam a seccionar um tendão. Humberto também alerta para quedas em bueiros sem tampa, que podem causar uma fratura exposta e infecção, por causa da pele rasgada em contato com as bactérias que proliferam nos bueiros.
Curtir a festa, seja em blocos ou nas escolas de samba, exige muito das articulações e músculos, por isso a necessidade de alongamento e aquecimento. O gasto energético também é grande durante os dias de Carnaval e, para evitar a sensação de fraqueza e até um eventual desmaio, é importante optar por alimentos ricos em carboidratos, como pães e massas, que garantem energia ao organismo.
A hidratação também é fundamental, pois o suor drena muita água do organismo, por isso não esquecer de levar a garrafinha e como as articulações do joelho suportam grande parte do peso do corpo, um sapato inadequado pode afetar o joelho por exercícios incorretos e excessivos. Assim, mesmo que seja mais bonito um salto alto, o melhor é optar por um calçado confortável. E, é claro, se for viajar muita atenção, pois 92% dos acidentes ocorrem quando alguém está conversando ou falando no celular.

Siga as dicas do folião nota 10 e divirta-se neste Carnaval!
1 - Os quatro dias de folia exigem muito das articulações e músculos. Antes da folia, faça alongamento e aquecimento.
2 - Alimente-se bem! Dê preferência para frutas e alimentos ricos em carboidratos, como pães e massas. Eles ajudarão a manter a energia do corpo.
3 - Manter o corpo hidratado ajuda a prevenir a desidratação, por isso, mantenha uma garrafa de água sempre por perto.
4 - As articulações do joelho suportam grande parte do peso do corpo e são as que mais sofrem desgaste por exercícios incorretos e excessivos.
5 - Utilize calçados confortáveis para evitar ferimentos nos pés. Jamais vá para a avenida descalço.
6 - Se for viajar de carro ou moto, mantenha atenção redobrada na sinalização viária, nos limites de velocidade e nos demais veículos ao seu redor. Estatísticas mostram que 92% dos acidentes ocorrem por desatenção.
7 - Mantenha as revisões de seu carro em dia e utilize sempre o cinto de segurança, inclusive no banco de trás. Se for viajar de moto use sempre o capacete, luvas,roupas adequadas e outros ítens de proteção pessoal.
8 - Transporte as crianças sempre no banco de trás e com cinto de segurança. Caso tenha até sete anos, utilize a cadeirinha apropriada.
9 - Se for dirigir, não beba, o álcool é responsável por 65% dos acidentes nas estradas.
10 - O respeito entre pedestres, motoristas e motociclistas é o segredo para reduzir acidentes e acabar com a violência no trânsito. Pense nisso.

E não se esqueça: ao dirigir seja responsável!
A embriaguez ao volante é um risco e pode causar muitos acidentes, assim como o uso de celulares pelo motorista. Se beber, passe a direção para um amigo ou vá de taxi e esteja sempre atento.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: